Category Archives: Entrevistas

Entrevista com Elton Minetto da CodeRockr

Foi um prazer entrevistar um dos brasileiros que mais inspiram nossa equipe em termos de metodologia, produtividade e desenvolvimento. Estou falando de Elton Minetto, desenvolvedor, empreendedor, escritor e professor… ufa, são muitas funções e ele consegue dar conta de tudo isso muito bem.

Foto Elton Minetto

Foto do RedHead

Data de Nascimento: 

15/11/1978 

Cargo / Função:

Atualmente sou CEO da Coderockr, empresa que ajudei a fundar em 2010.  Teoricamente eu sou responsável pela gerência da empresa e dos projetos, bem como contato com clientes e parceiros. Mas sempre que dá um tempinho eu ajudo na programação, só porque é divertido e mantém minha mente afiada. 

Empresa Atual: 

Logotipo coderockr 

 

 

Formação acadêmica:

Sou bacharel em Ciências da Computação. Fiz uma pós-graduação, também em Ciência da Computação e um MBA em Gerenciamento de Projetos. 

Tem algum ídolo ou referência em sua área que te inspira? Se sim, quais e o que te levou a apreciar os trabalhos?

É difícil escolher apenas um ídolo, porque admiro muita gente. Mas posso citar Eric Raymond, Richard Branson, Steve Jobs, Steve Wozniak e a galera que criou o Github.  

Cursos e treinamentos já realizados:

Eu sou meio autodidata então sempre aprendi as coisas sozinho, lendo e testando as tecnologias. Por isso fiz poucos treinamentos além da universidade. 

Com quais linguagens de programação você já trabalhou? Tem alguma que ainda quer aprender / trabalhar?

Já trabalhei com muita coisa: Cobol, PL/SQL, muito shell script, JavaScript, Java e principalmente PHP. Adoro a sintaxe do Python e gostaria de aprender e trabalhar com Go porque me parece que ela resolve problemas muito interessantes como concorrência e performance. 

Já trabalhou em algum projeto open-source? Quais?

Eu já colaborei com alguns projetos em vários níveis. Ajudei a traduzir algumas coisas do Ubuntu, criei uma distribuição linux para developers baseada no falecido Kurumin Linux, relatei bugs para o Doctrine e mais recentemente ajudei a escrever o suporte a Oracle para o Zend Framework 2, junto com um cliente da Coderockr. As pessoas as vezes esquecem que é possível colaborar com os projetos de diversas maneiras além do código: documentação, divulgação, tradução, palestras, etc. Tudo é válido e importante. 

Quais foram as dificuldades para aprender a programar?

Eu sempre gostei muito da área de tecnologia e programação, então sempre tive o entusiasmo e a vontade de aprender. Isso ajudou bastante para quebrar qualquer barreira que eu encontrei

Utiliza técnicas de métodos ágeis? Se sim, quais e o que mudou ao adotar?

Na Coderockr sempre usamos Scrum e recentemente começamos a usar Kanban, para podermos comparar os dois métodos. Ambos são muito eficientes, tanto para a equipe quanto para o cliente. 

O que te motivou a escolher a área de desenvolvimento de software?

Sempre gostei muito de tecnologia e tive ótimos professores quando comecei a aprender programação na universidade (entrei na universidade com 17 anos, então comecei relativamente cedo). Acho que isso ajudou bastante, mas o fato de você conseguir resolver problemas, gerar resultados apenas com a sua mente e seus códigos é algo fantástico e que todos deveriam tentar. 

Na sua opinião, quais tecnologias / linguagens de programação irão predominar no mercado nos próximos anos? 

As tecnologias e linguagens de programação envolvidas na geração de aplicativos para dispositivos móveis. Isso é algo que não tem mais volta, o mundo é móvel. E isso vai se expandir ainda mais com os computadores vestíveis. 

Em quais projetos está trabalhando atualmente? Se puder revelar, dar uma prévia do que será lançado em breve… 

No âmbito profissional estamos sempre criando coisas novas para nossos clientes, mas também estamos pensando em um novo produto que deve ser lançado em 2014 (ou não, dependendo do resultado do MVP que estamos desenvolvendo). No quesito “projetos pessoais” estou pensando em escrever um novo livro que espero conseguir terminar ainda este ano.  Gostaria de ressuscitar o BizAndCode, podcast que eu co-apresentava com um amigo em 2013, mas não sei se o tempo vai permitir. 

Tem algum gadget favorito que anda sempre com você?

O iPhone. O iPad Mini também é um companheiro de dia a dia, principalmente para ler notícias e livros. 

Quais músicas / podcasts estão sempre em sua playlist?

Heavy metal! Sou muito fã de metal e de suas vertentes mas também gosto de rock. Um dos meus vícios é descobrir bandas novas, estou sempre vasculhando o que está sendo lançado de rock e heavy metal.  E sou grande fã do Nerdcast e Matando Robôs Gigantes, meus companheiros diários de exercícios físicos.

Na sua opinião, quais filmes são fundamentais assistir antes dos 30 anos?

A trilogia Poderoso Chefão, todos os do Martin Scorcese, os do Tarantino e Clube da Luta. São formadores de caráter. 

Na sua opinião, quais livros são leituras fundamentais antes dos 30 anos?

Eu uso a literatura como válvula de escape, então é difícil para mim citar algum livro filosófico. Os livros do Tolkien, Admirável Mundo Novo, Neuromancer e os do Isasc Asimov estão entre meus favoritos.  E qualquer coisa escrita pelo Neil Gaiman. 

O que compõe seu workspace (computador, monitores, mouse, teclado, fones de ouvido, etc)? (se souber especificar cada item é melhor)

Atualmente uso um Macbook Pro 13” mid 2012, 2.3GHz Core i5, que eu incrementei com 16 GB de RAM. Estou namorando um Macbook Retina mas o preço ainda está me assustando um pouco.  Às vezes uso um monitor externo, mas não é algo obrigatório. No trabalho uso o fone de ouvidos do iPhone porque é prático e leve. Em casa uso o fone de ouvido do PS3 que é muito bom, apesar de pesar uma tonelada. 

Para finalizar, tem um sonho que ainda não realizou e pode compartilhar conosco?

Eu gosto muito de palestrar e ministrar aulas, então um dos meus sonhos é palestrar em um evento internacional, de preferência o TED. 

Acabei não perguntando e não deixei claro, mas Elton também já escreveu os livros Zend Framework na Prática (1 e 2), Doctrine na Prática e lançou a startup CodeSquad.

A humildade e disponibilidade de Elton para esta entrevista foi incrível, que siga assim e que tenha ainda mais sucesso na vida com a chegada da cegonha :)

Foto rosto Robson Bittencourt

SESSÃO PERFIL COM ROBSON BITTENCOURT

Tenho o prazer em ser colega deste grande amigo e excelente desenvolvedor que em uma conversa de poucos minutos percebe-se a determinação em escrever código de qualidade. Confira o que Robson Bittencourt curte e o que ele

Data de Nascimento:

02/07/1989

Cargo / Função:

Desenvolvedor

Empresa Atual:

uMov.me S.A

Formação acadêmica:

Graduando em Sistemas de Informação

Tem algum ídolo ou referência em sua área que te inspira?

Não

Cursos e treinamentos já realizados:

Formalmente somente a graduação.

Com quais linguagens de programação você já trabalhou? Tem alguma que ainda quer aprender / trabalhar?

Trabalho atualmente com Java. Também utilizo Ruby para um projeto de testes funcionais. Gostaria de aprender .Net para diversificar o conhecimento.

Já trabalhou em algum projeto open-source? Quais?

Não

Quais foram as dificuldades para aprender a programar?

A princípio foi fácil, sempre tive facilidade com matemática e problemas de lógica.

Utiliza técnicas de métodos ágeis? Se sim, qual e o que mudou ao adotar?

Posso citar duas, TDD e Pair Programing. Não sei dizer o que mudou pois sempre tive o privilégio de trabalhar assim, mas de qualquer forma as vantagens de se adotar métodos ágeis são diversas.

Na sua opinião, quais tecnologias / linguagens de programação irão predominar no mercado nos próximos anos?

Na minha opinião as plataformas móveis ganharam cada vez mais destaque. Em virtude disso acredito que linguagens que rodem em diversos dispositivos serão muito importantes.

Tem algum gadget favorito que anda sempre com você?

Somente o smartphone.

110059_300

Entrevista com Carlos Brando

Dando continuidade a nossa sessão perfil, o blog da Master Studio Web fez uma breve entrevista com Carlos Brando que é um dos entusiastas auto-didata que programa muito e é um dos idealizadores do Grok Podcast (um dos podcasts mais conceituados no assunto Desenvolvimento). Segue a entrevista abaixo:

Nome Completo: Carlos E. Brando

Idade: 30

Cargo / Função: CTO

Empresa Atual: 2Pay

Formação acadêmica: Nenhuma

Cursos e treinamentos já realizados: Nenhum

Com quais linguagens de programação você já trabalhou? Tem alguma que ainda quer aprender / trabalhar? Assembly, C, C++, Erlang, Java, Visual Basic, C#, Javascript, Ruby, BASIC, Lua e talvez mais alguma que usei só por diversão. Não sei se tenho vontade de aprender alguma linguagem nova no momento, mas estou sempre aberto a tudo que aparece de novo.

Já trabalhou em algum projeto open-source?Se sim, quais são eles? Vários. Os meus:http://github.com/carlosbrando e já colaborei com o Rails e Riak.

Quais foram as dificuldades para aprender a programar? Para mim foi bem natural. Aprendi Assembly em um curso de eletrônica que fiz e não parei mais.

Utiliza técnicas de métodos ágeis? Se sim, qual e porque? Uso minhas técnicas. Não gosto de pair programming e nem de reuniões. Mas tenho usado uma ou outra coisa ágil no ambiente de trabalho.

Na sua opinião, quais tecnologias / linguagens de programação irão predominar no mercado nos próximos anos? Javascript é a linguagem do futuro. Mas ainda aposto no C para coisas onde linguagens de alto nível não dão conta. Erlango também é uma boa, já que o futuro é escalar…

Tem algum gadget favorito que anda sempre com você? Meu iPhone e meu Macbook, estão sempre comigo.

Na sua opinião, o que considera mais importante na hora de escolher uma linguagem/tecnologia para estudar? Diversão!

Não esqueça de curtir nossa página no Facebook, seguir no Twitter @masterstudioweb

Eduardo Sasso - Software Engineer

Sessão Perfil com Eduardo Sasso

Tive a oportunidade de realizar algumas perguntas para este incrível desenvolvedor. Sempre fã dos irmãos Sasso, pude aprender e saber um pouco mais da rotina do Eduardo na Gogobot. Confira abaixo o perfil:

Nome Completo: Eduardo Sasso

Idade: 33

Cargo / Função: Desenvolvedor

Empresa Atual: Gogobot (www.gogobot.com)

Formação acadêmica:Bacharel em Sistemas de Informação

Tem algum ídolo ou referência em sua área que te inspira?

Gosto muito do pessoal da 37signals e do Marco Arment do Instapaper.

Cursos e treinamentos já realizados:

Fiz alguns no início da minha carreira como Dbase e Visual Basic e atualmente tudo que aprendo é no estilo autodidata

Com quais linguagens de programação você já trabalhou? Tem alguma que ainda quer aprender / trabalhar?

Trabalhei com várias ao longo dos anos como Perl, ASP, PHP, Pascal, Java, Javascript e Ruby.

NodeJS é bem interessante, jé brinquei um pouco com ele mas definitivamente é uma tecnologia que quero utilizar mais profundamente no futuro.

Já trabalhou em algum projeto open-source? Quais?

Não

Quais foram as dificuldades para aprender a programar?

A principal dificuldade foi aprender a pensar lógico uma vez que você aprende isso a forma de ver o mundo muda.

Utiliza técnicas de métodos ágeis? Se sim, qual e porque?

Aqui no Gogobot utilizamos Scrum principalmente para organizar o caos do dia-a-dia e manter todo mundo em sync com as inúmeras atividades que tem no backlog.

Na sua opinião, quais tecnologias / linguagens de programação irão predominar no mercado nos próximos anos?

Server side javascript com NodeJS vem ganhando bastante mercado. Acredito que Ruby on Rails ainda vai predominar por mais alguns anos principalmente por ser muito bom trabalhar com Ruby e o framework Rails facilita muito também na hora de desenvolver web apps.

Tem algum gadget favorito que anda sempre com você?

Meu iPhone.

Na sua opinião, o que considera mais importante na hora de escolher uma linguagem/tecnologia para estudar?

Comunidade é muito importante. Documentação também conta bastante, sem essas duas a curva de aprendizado aumenta bastante.

felipekellermann

Sessão Perfil, com Felipe Kellermann

Iniciando nossa sério Perfil com desenvolvedores. O projeto iniciou de um trabalho de faculdade e estamos pensando em expandir para outras áreas. Iniciamos a série com o proprietário da Nyvra Software, Felipe Kellermann. Acompanhe as informações e comente se tem alguma curiosidade ou sugestão!

Nome Completo:Felipe Kellermann

Idade:29

Cargo / Função: Dono/proprietário da Nyvra Software.

Empresa Atual:Nyvra Software.

Formação acadêmica:Formado em Ciência da Computação pela UNISINOS (RS).

Tem algum ídolo ou referência em sua área que te inspira?

Um deles é Jack Dorsey, criador do Twitter e Square.

Cursos e treinamentos já realizados:

Apenas formado em Ciência da Computação, nunca fiz outro curso fora a própria graduação.

Com quais linguagens de programação você já trabalhou? Tem alguma que ainda quer aprender / trabalhar?

As principais já usadas:

- Shell-scripting e Perl (usados nos primeiros contatos com UNIX/Linux)

- C (desde o tempo da Ciência da Computação, até os primeiros empregos)

- Python (usado em scripting desde os tempos de Ciência da Computação e hoje nos projetos/produtos)

- Objective-C (para iOS)

Já trabalhou em algum projeto open-source? Quais?

Eu trabalhava contribuindo para um projeto Linux chamado BusyBox, que tem o objetivo de ser um “mini-Linux” (embarcado).

Também criei alguns como o “Consumo”, aplicativo iOS que teve o código aberto.

Quais foram as dificuldades para aprender a programar?

Na verdade, os primeiros softwares foram scripts e automatizações em Linux mesmo, o processo foi natural.

Quando estava na universidade, a programação já era algo natural, não tive que fazer um esforço exatamente para aprender.

Utiliza técnicas de métodos ágeis? Se sim, qual e porque?

Sinceramente, na Nyvra não seguimos nenhum “método” específico.

Até brincamos que o nosso “método” é o Programming Motherfucker (http://programming-motherfucker.com/).

Mas na verdade usamos o conceito de sprints, dividimos as tarefas, acompanhamos o desenvolvimento semanalmente, etc.

Somos uma equipe 100% distribuída (5 pessoas em lugares diferentes). Nos organizamos através de Basecamp + Campfire + Github.

Na sua opinião, quais tecnologias / linguagens de programação irão predominar no mercado nos próximos anos?

Eu acho que a diversidade de linguagens está cada vez maior. Uma linguagem que acredito hoje ser predominante é Javascript, pois só usando Javascript é possível escrever aplicativos “nativos” (como Titanium), Web para o navegador (tradicional), backend com Node.js e similares. A quantidade de frameworks baseados em Javascript hoje é bem impressionante. Se fosse recomendar uma linguagem para aprendizado, recomendaria JS.

Tem algum gadget favorito que anda sempre com você?

iPhone 4S.

Na sua opinião, o que considera mais importante na hora de escolher uma linguagem/tecnologia para estudar?

Acho que depende muito do foco que a pessoa quer atuar:

Programação Web? Programação de aplicativos móveis? Para qual plataforma? Sou da opinião que cada pessoa deve conhecer bem 3 coisas:

  1. shell-scripting pois sou ativista de sistemas UNIX
  2. Alguma linguagem de scripting como Python/Perl/Ruby/etc para fazer automatizações e pequenos softwares
  3. Alguma linguagem “compilada” (mesmo que para bytecode) como C, Java ou C#, para fazer softwares “nativos” (como Android e iOS nativos).