itunes11_09

Itunes 11 – Primeiras impressões e nossa opinião

Não se engane: quando você abrir o iTunes 11 pela primeira vez, vai achar que está totalmente diferente do que você se acostumou a ver no programa. Isso é porque ele está totalmente diferente, incluindo muitas mudanças na interface até um ícone novo, que agora se parece mais com o da Mac App Store.

Novo design

A primeira coisa que você vai perceber ao abrir o novo iTunes é o sumiço da barra lateral – que te levava para suas playlists, iTunes Store, livros digitais, filmes, podcast, entre outras opções. A Apple descreve o novo visual como um design “edge-to-edge”. Assim, em vez da barra lateral, você usa um menu dropdown para navegar entre as diferentes seções do programa – um botão no canto superior direito te leva para a iTunes Store.

itunes11_09.png

Mas há como reverter isso, caso você não tenha gostado dessa nova abordagem. Vá até o menu View (Visualizaar) e selecione Show Sidebar (Mostrar Barra Lateral). Pronto, a conhecida lateral está de volta. E agora os ícones voltaram a ter as cores mais saturadas, em vez do cinza bem claro presente no iTunes 10.

itunes11handson01

Outra baixa do novo design é a saída da barra de status – localizada na parte inferior da tela para mostrar quantas músicas você tem, sua playlist atual, e outras infos do tipo. E veja só, também é possível trazer ela de volta. Basta ir até o menu Visualização e selecionar Show Status Bar (Mostrar Barra de Status).

Próximas da lista

O recurso Up Next (Seguintes), acessível a partir de um ícone no canto direito do cabeçalho assim como no menu Visualizar, mostra as próximas músicas na sua lista. Quando está aberto, você pode ver as faixas que o iTunes pretende tocar em seguida, remover as que não quer ouvir, e reoordená-las à sua escolha. Também é possível visualizar as faixas tocadas mais recentemente.

itunes11handson02

Você pode clicar no menu drop down de uma música individual e escolher adicioná-la à lista de faixas seguintes (Up Next), ou fazer com que mais títulos específicos sejam tocados em seguida. Também é possível arrastar faixas individuais para a seção Now Playing (Agora Tocando) para adicioná-las a lista Up Next.

Visualização de álbum

Quando você clica em um disco, você recebe uma visualização expandida que corresponde a capa do álbum. O iTunes 11 pega uma cor da capa do disco, e usa-a como a cor do segundo plano, com as cores da fonte refinadas para parecerem legíveis sobre essa tonalidade.

itunes11handson03

A visualização expandida do disco oferece duas opções à direita: Songs (Músicas) e In the Store (Na loja). A primeira lista todas as faixas que você possui para o disco selecionado. A última visualização move as faixas que você possui para o canto esquerdo da tela, inserindo arquivos da iTunes Store para preencher o restante da tela: os principais álbuns e faixas do artista em questão, e as músicas recomendadas com base em sua teórica opinição sobre o disco. Infelizmente, a seção Na Loja lista músicas para compra mesmo que você já as possua – e elas estejam listadas ao lado.

Se você ver um item que tem interesse em comprar, pode clicar para comprá-lo sem deixar a tela, ou clique para receber mais informações da iTunes Store. Mas ao escolher a segunda opção não há uma maneira fácil de voltar para a visualização do álbum em que você estava antes de entrar na loja; o botão Back/Voltar navega apenas dentro da loja, e não te leva para suas músicas. E quando você volta manualmente para as suas músicas, a visão expandida do disco já desapareceu.

Ao terminar de olhar a visualização expandida do álbum, você pode clicar em um botão embutido de fechar, clicar em um disco diferente, ou sair correndo gritando do seu computador.

MiniPlayer

Os fãs do muito negligenciado MiniPlayer tem o que comemorar com o iTunes 11. A janela de reprodução em tamanho reduzido é um dos melhores recursos dessa nova versão do software. Em vez de ser acionado pelo botão verde Zoom, agora há um botão dedicado ao MiniPlayer no canto superior direito da janela do iTunes. Por padrão, clicar nele faz com que a janela principal do programa desapareça e seja substituída pelo MiniPlayer, mas também é possível visualizar as duas janelas ao mesmo tempo: enquanto a janela principal estiver aberta, vá até o menu Window (Janela) e selecione MiniPlayer.

O novo MiniPlayer também é muito mais funcional do que seu antecessor. Em sua forma inicial, ele exibe a capa do disco, e nome da faixa e artista, mas assim que você passa o cursor do mouse sobre a janela, ele passa a mostrar seus controles de reprodução: Faixa Anterior, Play/Pause, e Próxima Faixa. Também há um controle de alto-falantes para AirPlay, e um menu que te permite classificar as músicas, visualizá-las na iTunes Store, e mais.

itunes11handson04

Além disso, o MiniPlayer te dá acesso constnate ao recurso Up Next, assim como a um recurso de busca integrada. Clique no ícone da lupa e você verá um campo de busca; digite um termo nele, e então terá uma lista de itens correspondentes, exibidos na própria janela do MiniPlayer. Você pode navegar por eles com o teclado na maior parte, mas em alguns momentos será preciso usar o mouse para mostrar os resultados além dos iniciais.

A qualquer momento, é possível fechar o MiniPlayer ao apertar o botão X no canto superior esquerdo, ou voltar para o modo de tela cheia ao clicar no ícone retangular na parte inferior. Também é permitido optar por ter o MiniPlayer sempre “voando” abaixo de todas as outras janelas ao escolher essa opção na aba Advanced (Avançado) em Settings (Configurações).

Programas de TV, filmes e streaming

Talvez o recurso mais significativo do iTunes 11 – aquele que não podemos evitar ficar otimistas sobre por causa do seu potencial futuro impacto – é o seu novo suporte para streaming de vídeos pelo iCloud (que também se aplica a podcasts e até músicas).

Qualquer conteúdo que você comprar na iTunes Store deve aparecer como tocável (na visualização apropriada), mesmo que você não tenha baixado-o para o seu computador (ou que tenha feito e isso depois apagado-o). Isso significa que, pela primeira vez, você pode usar o iTunes para fazer streaming de filmes e programas de TV que você comprou, sem baixá-los primeiro. Para as músicas, isso funciona como uma pseudo (e muito básica) implementação do iTunes Match: você pode fazer streaming de músicas que comprou na iTunes Store, mesmo que elas não estejam no seu computador.

Aliás, se você está procurando pelos seus vídeos musicais no iTunes, terá de dar uma olhada na seção Música, e então clicar na aba Vìdeos dentro dela.

iTunes Store

Como com o iOS 6, a Apple deu uma renovada no visual da iTunes Store no iTunes 11. A barra de categorias foi rearranjada, e há um novo recurso Preview History (Preview Histórico), que te permite navegar por todas as mídias que você já tiver feito preview anteriormente na iTunes Store. Dessa maneira, é possível fazer um novo preview de qualquer mídia de forma rápida, ou até mesmo comprar aquela música que você ouviu um trecho há alguns dias. Também é possível limpar essa lista a qualquer momento, se você preferir.

itunes11handson05

A parte frontal da loja agora lembra mais o que você no iPad, por exemplo, com um carrosel automático no estilo Cover Flow dos itens destacados.

Sincronização

Você ainda vai usar o iTunes 11 para sincronizar seus aparelhos iOS (e iPods tradicionais). Apesar de o processo permanecer igual, os visuais envolvidos ganharam uma boa renovada. As abas Summary (Sumário) e Info receberam grandes mudanças no layout, e a aba Apps deu um novo design (mas menor) ao processo de organização de aplicativos. Mas vale lembrar: não há nenhuma diferença de usabilidade.

Quando seu aparelho iOS ou iPod está conectado, você verá o gadget na barra lateral do iTunes (se ela tiver sido habilitada novamente), ou como um botão no canto superior direito do iTunes, próximo ao botão da iTunes Store.

É isso pessoal. Essas foram as nossas primeiras impressões do novo iTunes 11. O que acharam da nova interface?

Fonte: MacWorldBrasil

A solução web que você e sua empresa procuram!

This site is protected with Urban Giraffe's plugin 'HTML Purified' and Edward Z. Yang's Powered by HTML Purifier. 3892 items have been purified.